História


O SINDFAR foi fundado em 10 de outubro de 1970 e reconhecido em 18 de dezembro de 1970. Mas na primeira metade da década de oitenta, a organização criada para intervir em favor dos trabalhadores farmacêuticos no estado de Santa Catarina enfrentava sérias dificuldades. A atuação política, função primordial de um sindicato, foi completamente esquecida. A má gestão dos recursos financeiros e a utilização da entidade para fins alheios à defesa da categoria dilapidaram o seu patrimônio. As enchentes que atingiram o Vale do Itajaí e marcaram a história do povo catarinense também ajudaram a escrever esse capítulo trágico da história do SINDFAR. Àquela época, o sindicato planejava um congresso em Blumenau quando a cidade foi destruída pelas chuvas. As dívidas geradas pelo evento adiado e a má gestão financeira foram o golpe fatal. Arruinado, o sindicato perdeu sua sede para credores, documentos importantes e parte da sua história.

O RECOMEÇO

O ano era 1985 e o país vivia o entusiasmo da abertura política. Pelos quatro cantos do Brasil, o protagonismo dos jovens reconstruía a história. Carregando esse espírito de luta represado pela Ditadura Militar recentemente derrotada, um grupo de estudantes e jovens farmacêuticos decidiu assumir as rédeas do futuro da profissão em Santa Catarina. A luta do movimento estudantil por mudanças no sistema político e melhorias na educação abraçou definitivamente o movimento sindical dos  farmacêuticos, encerrando uma longa fase de apatia e imobilidade. O sindicato foi retomado e realizou diversas ações em defesa do profissional. Numa  manifestação de rua, chegou a promover o fechamento simbólico de uma farmácia no centro da capital, denunciando a falta de farmacêuticos nos estabelecimentos de Santa Catarina. Em 1992, o I Encontro Catarinense de Farmacêuticos, o maior evento técnico-científico da categoria organizado no estado, que hoje conhecemos como FARMAPOLIS.

A CASA DA CATEGORIA FARMACÊUTICA

A casa é o lugar onde se recebe amigos, onde se planeja a vida, onde se convive e constroi. Assim também é a sede para uma organização sindical. Ela materializa a luta cotidiana e reúne o patrimônio documental dos farmacêuticos. Dez anos depois da reconstrução da entidade, a diretoria do SINDFAR adquiriu a atual sede, na região central da capital, com os recursos do filiados ao SINDFAR. Um espaço para encontrar os colegas, trocar experiências, discutir as condições de trabalho, receber orientações trabalhistas, organizar lutas sociais. Em 2010, esse espaço foi ampliado com a locação de uma sala anexa que irá abrigar debates dos profissionais de diferentes áreas de atuação farmacêutica.

ONDE O SINDFAR ESTÁ

Do esforço de farmacêuticos atuantes no SINDFAR, nascem ideias que viram políticas de saúde para melhorar a vida dos colegas e da população. A atuação do sindicato é referência para a formulação de políticas sanitárias e farmacêuticas em Santa Catarina e no Brasil. Ideias propostas e amadurecidas em conjunto com os colegas farmacêuticos das diferentes áreas da profissão vem balizando políticas públicas como a RDC 44/2009 da Anvisa.

Alguns dos espaços onde o SINDFAR atua em defesa dos farmacêuticos e da saúde pública:

Câmara Técnica de Plantas Medicinais     
Federação Nacional dos Farmacêuticos
Conselho Regional de Farmácia do Estado de Santa Catarina (CRF/SC)
Escola Nacional dos Farmacêuticos
Colegiado do curso de Farmácia da UFSC
Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB)
Associação Brasileira de Educação Farmacêutica (ABEF)     
Conselho Consultivo da CNTU     
Conselho Nacional de Saúde
Conselho Federal de Farmácia
Conselho Municipal de Saúde de Florianópolis
Conselho Municipal de Saúde de São José     
Conselho Municipal de Saúde de Laguna
Conselho Municipal de Saúde de Tubarão
Conselho Municipal de Saúde de Joinville     
Conselho Estadual de Saúde de Santa Catarina (CES/SC)

Compartilhe a página