11
nov

Presidente da Câmara decide anular aprovação do piso dos farmacêuticos

O Projeto que fixa o piso salarial dos Farmacêuticos (PL 1559/21) havia sido aprovado em julho pela Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) e agora por decisão do presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) a votação na Comissão foi anulada. A decisão causou surpresa e decepção na categoria.

“Os farmacêuticos brasileiros que estiveram unidos pelo piso da categoria, receberam a notícia, agora, quatro meses após a votação e aprovação na CSSF, com surpresa e decepção”. disse o presidente da Fenafar, Fábio Basílio.

A categoria, no entanto, permanece unida em torno dessa proposta que institui uma remuneração digna a todos os profissionais. “Nós estivemos unidos e vamos continuar unidos para aprovar o piso novamente. A força da nossa categoria já garantiu muitas vitórias e o trabalho conjunto das entidades farmacêuticas vai garantir novamente a aprovação do piso.” apontou 

A decisão foi tomada no plenário, em resposta a uma questão de ordem do deputado Tiago Mitraud (Novo-MG). O argumento exposto por Mitraud e referendado por Lira é de que não houve o intervalo de duas sessões do Plenário entre o pedido de vista na comissão, feito no dia 6 de julho, e a votação do projeto ocorrida no dia 12 do mesmo mês.

Uma das sessões do intervalo de tempo ocorreu na quinta-feira (7 de julho), mas a segunda sessão (terça-feira, dia 12 de julho) foi suspensa e encerrada somente ao fim da manhã do dia seguinte (às 11h26 do dia 13), enquanto a votação na comissão ocorreu às 10h34 do mesmo dia, portanto antes do fim da sessão do Plenário.

Aprovado no dia 12 de julho, o projeto do piso nacional, de autoria do deputado André Abdon (PP-AP), fixa o piso salarial nacional de R$ 6,5 mil para os farmacêuticos legalmente habilitados e no exercício da profissão. Pelo texto da comissão, um substitutivo do deputado Ricardo Silva (PSD-SP), haverá um adicional de 10% do piso para o farmacêutico designado responsável técnico (RT) do estabelecimento.

Redação da Fenafar com Agência Câmara de Notícias

Compartilhe a notícia

Posts relacionados

Sem categoria

MEC suspende autorizações para novos cursos EaD em 17 Áreas 

O Ministério da Educação (MEC) anunciou a suspensão de processos para autorização de novos cursos a distância em 17 áreas distintas, incluindo diversas graduações na área da saúde, entre as quais, Farmácia.   A medida, divulgada por meio de portaria, visa aprimorar a regulamentação da oferta de cursos de graduação na modalidade EaD. Após uma consulta […]

Legislação Seu direito

Ministério da Saúde atualiza lista de doenças relacionadas ao trabalho após 24 anos

Uma atualização importante foi realizada na lista de doenças relacionadas ao trabalho pelo Ministério da Saúde, após longos 24 anos desde sua última revisão. Esse ajuste reflete um compromisso prioritário da gestão atual em atender às necessidades dos trabalhadores, colocando-os no centro das discussões sobre saúde pública, algo que ficou em segundo plano nos últimos […]

Saúde pública

Fenafar repudia atitude antiética de médico e defende a orientação farmacêutica

Em um flagrante desrespeito aos princípios éticos da saúde, um médico em São Paulo desencorajou pacientes a buscarem orientações com farmacêuticos, incentivando-os a não solicitar o apoio profissional essencial.   A Federação Nacional dos Farmacêuticos – Fenafar, expressa sua veemente discordância e total repúdio a postura que desconsidera o direito do paciente à orientação farmacêutica.  É inaceitável e […]

Assistência Farmacêutica

Relançada Frente em Defesa da Assistência Farmacêutica

Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Farmacêutica é relançada com envolvimento expressivo de entidades e parlamentares. Na manhã desta segunda-feira, 28 de novembro, foi relançada a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Assistência Farmacêutica, evento que contou com a participação ativa de diversas entidades, representantes sindicais de farmacêuticos de todo o Brasil e uma expressiva […]